quarta-feira, 24 de junho de 2009

Como manda a tradição


Ontem foi noite de S. João. Longe vão os tempos em que passava a noite a percorrer a marginal, a dar e receber marteladas até ser dia! Agora, com o pequeno, as coisas são bem mais caseiras.

Como já vem sendo habitual, fomos comer uma sardinhada a casa dos avós. Quer dizer, o pai e os avós comeram sardinhas e eu comi carninha grelhada na brasa na companhia do meu irmão que tb não é apreciador de sardinhas. No ano passado estava gravidérrima e apeteceu comê-las e que bem me souberam. Este ano nem as provei, logo foi coisa de momento! O Tomás, que já ia jantado, fartou-se de enfardar broa, nunca vi miúdo para comer pão como ele! Dever sair à mãe que nunca vira as costas a um pãozinho!

Comidos e bebidos, viemos para casa com um Tomás super cansado e birrento, tadinho. Ainda deu para vermos os balões de S. João a brilhar no céu negro. Tentamos mostrar ao Tomás, mas o sono já o dominava.

Gosto do S. João, lembra-me a nossa história. A primeira vez que o meu marido (mouro, diga-se) disse que me amava foi numa noite de S. João. Por isso, gosto sempre desta noite.

4 comentários:

Veruska disse...

Oh tão lindos!!! É tão bom recordar esses momentos :!!
Vi o vosso Sao Joao aqui em baixo( sim tb sou moura :)) E adorei!! Dispensava era as sardinhas!

Bjs ao Tómas

miri disse...

A tua história do S.jOÃO é parecida com a minha mas mais para as bandas dos Mouros... Também foi numa noite de Santo António em Lisboa que conheci o meu "mais que tudo"...é a "nossa noite". Santos malandrecos!!!
Beijinhos
Miri Moura

Rute Santos disse...

Olá menina:)

Quando puderes dá uma espreitadela neste blog que eu criei...espero ter sucesso:)

http://rute-artesnacozinha.blogspot.com/

Sofia disse...

Já somos duas a não apreciar sardinhas...LOL
Bjinhos